..:: ABRASPEA ::.. - Acidentes com produtos inflamáveis têm pequena variação em 10 anos
..| Acidentes com produtos inflamáveis...

...


 

Acidentes com produtos inflamáveis tem pequena variação em 10 anos

Dados do SUS mostram que ocorrências representam menos de 2% de números usados pela Anvisa para justificar proibição do álcool líquido

Dados do Sistema Único de Saúde (SUS) mostram que o número de acidentes causados pela combustão de produtos inflamáveis – como gasolina, querosene, solvente, além do álcool – foi de 2.671 casos em 2012. Em 2002, houve 2.590 internações.

Estes números representam menos de 2% dos dados anuais utilizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) – 150 mil – sendo, assim, frágil argumento para restringir o comércio do álcool líquido acima de 54º GL. “Causa-nos estranheza o fato de não haver dados fundamentados que comprovem a afirmação de que os acidentes com álcool líquido têm aumentado drasticamente e, portanto, não compreendemos porque tão e somente o álcool deva sofrer tal restrição”, argumenta o presidente da Associação Brasileira dos Produtores e Envasadores de Álcool (Abraspea), José Carlos de Rezende.

Para o setor produtor e envasador, a medida correta seria a realização de campanhas educativas. “Questionamos a resolução da ANVISA da forma como se apresenta por não produzir o efeito desejado. Não queremos diminuir a importância dos casos, mas é ingênuo acreditar que a simples substituição pela versão em gel evitaria os casos de queimaduras. É preciso reforçar a utilização de forma adequada e aperfeiçoar normas e procedimentos a fim de evitar o mau uso e prevenir os acidentes”, ressalta Rezende.

A Abraspea reafirma seu ponto de vista, referendado pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região: “O processo que proíbe a venda do álcool líquido com graduação maior que 54° Gay Lusac (GL) ainda está sendo julgado e, portanto, o prazo estabelecido para o recolhimento do produto não é válido”. A associação está tomando todas as medidas necessárias para resguardar o direito de livre comercialização do álcool líquido, até que o TRF1 chegue a uma decisão sobre o assunto.

 

 
2004 - ABRASPEA® - - Associação Brasileira dos Produtores e Envasadores de Álcool .Todos os direitos reservados